ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DE BIOSSEGURIDADE

O entendimento da cadeia de transmissão de potenciais agentes patogênicos e o risco de cada um deles é fundamental para que possamos planejar, implantar e monitorar um programa de biosseguridade.

MARQUE NA AGENDA: 18/08

Com tradução simultânea para o espanhol.

INSCREVA-SE, E VENHA FAZER PARTE DO SANTALKS!

Fique por dentro das novidades de biosseguridade na produção de aves e suínos.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

CONHEÇA OS PALESTRANTES

Dra. Masaio Mizuno - Epidemiologia: entendendo o agente para controlá-lo.


Graduada e doutorada em MV pela FMVZ-USP, com especialização em Febre Aftosa, Raiva, Brucelose, Manejo de Animais de Laboratório, Modelos Experimentais, Doenças Exóticas, Toxoplasmose, Legislação de Defesa Animal. Professora de graduação e Pós-Graduação na FMVZ-USP e com trabalhos de pesquisa publicados em revistas nacionais e estrangeiras voltadas para produção animal.Também ministrou cursos de emergência para Influenza Aviária e Doença de Newcastle; Peste Suína Clássica e Febre Aftosa. Atualmente é Professora Titular Emérita de Epidemiologia das Doenças Infecciosas da FMVZ-USP.

Dr. Luis Gustavo Corbellini - Análise de riscos: impacto da entrada de novas doenças.


Médico veterinário graduado pela UFRGS, com Doutorado em Medicina Veterinária Preventiva e Pós-Doc em Avaliação Microbiológica de Risco pela DTU. Entre 1999 e 2021 já publicou mais de 100 artigos em periódicos e sua linha de pesquisa vai desde Epidemiologia Veterinária Quantitativa até Biosseguridade. Foi coordenador do Laboratório de Epidemiologia Veterinária (Epilab/UFRGS) e atualmente está licenciado da UFRGS, CEO da Empresa Corb Science Solutions.

APOIO:

REALIZAÇÃO: